Dia

outubro 24, 2016

24
out
2016

Decor: Varanda Integrada

E

u já estava com saudades das meninas do Arquitetura Assim por aqui. Pra quem não sabe, elas são responsáveis pela coluna de arquitetura e decoração aqui no blog e trazem sempre temas legais e atuais pra gente, eu adoro e espero que vocês também!

Hoje elas escolheram falar sobre varanda integrada e várias dicas úteis pra quem pensa em utilizá-la:

“Atualmente os apartamentos oferecidos no mercado imobiliário estão cada vez menores e as salas vem acompanhando esta tendência. Somado a isso, a dificuldade de achar lugar para estacionar e algumas vezes o tempo de espera excessivo de alguns bares e restaurantes, cada vez mais pessoas passaram a preferir receber amigos e cozinhar para eles no conforto e descontração de suas casas. A “gourmetização” está em alta!

3-photo_2016-10-13_16-41-33

Foto: Reprodução

Mas como receber em casa se a sala é tão pequena?

Integrar a cozinha a sala de jantar já foi uma opção bastante explorada, mas algumas pessoas não se sentem confortáveis com esta solução já que a cozinha (e as vezes aquela pilha de pratos) fica exposta e este ambiente unificado não se torna um lugar agradável para longas permanências, muitas vezes culpa do calor que vem da área do fogão.

Se você tem uma varanda agradável, com vista legal, se costuma receber amigos e muitas vezes acaba se dividindo entre a varanda com pequenas cadeiras e o sofá do estar, segregando os amigos e o assunto, por que não integrar a varanda?

Se a opção é manter o ar de varanda é possível utilizar revestimentos diferenciados no piso ou parede, fazer uso de divisórias para demarcação do espaço ou apenas rebaixar o teto. Por outro lado, se você escolher integra-la totalmente, dá para complementar o piso da sala até a varanda e dar o mesmo tratamento das paredes.

Alguns destes itens devem ser observados para esta proposta de integração:

  • Nivelamento do piso da varanda em relação ao estar: geralmente esta diferença se apresenta em torno de 3cm. Este nivelamento pode ser feito retirando a cerâmica existente e fazendo um contrapiso ou aplicando um revestimento sobre o piso existente que seja mais espesso como as pedras de mármore ou granito.
  • Teto: Geralmente temos uma viga entre a sala de estar e varanda. Esta deve receber um tratamento para disfarçar esta diferença de ambientes. A colocação de um forro, que pode ser de gesso vai disfarçar a viga que esta geralmente acima das portas que dividem a sala da varanda.
  • Fechamento da abertura da varanda para o exterior: A instalação da cortina de vidro para vedação do ambiente deve ser realizada com uma empresa séria, de qualidade reconhecida, para evitar problemas com futuros com a chuva e o vento. Atentar que a definição do acabamento deste fechamento deve estar de acordo com a fachada da edificação. Muitos condomínios já tem a determinação destes acabamentos na sua convenção. É importante verificar as regras antes da contratação do serviço.
  • Integração com o restante dos ambientes: Ao escolher acabamentos, mobiliário e iluminação para esta nova área é imprescindível optar por itens que se integrem com as características dos outros ambientes como estar e jantar para garantir o resultado final desejado.

As dicas acima são apenas alguns indicativos que devem ser observados quando se optar por realizar esta intervenção na sua residência. A contratação de um arquiteto vai te ajudar a definir as opções para você utilizar de forma mais eficiente este novo espaço.”

varanda-integrada-sala-pequena-2

Foto: Reprodução

b5ebeca37719feb767855f58d3c8c068

Foto: Reprodução

6-photo_2016-10-13_16-42-16

Foto: Reprodução

7-photo_2016-10-13_16-42-23

Foto: Reprodução

varanda-06

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Acompanhem as meninas do Arquitetura Assim no facebook e instagram (@arquiteturassim) e contem pra gente o que vocês querem ver por aqui!

Beijos,

Beca.

Deixe seu comentário!