Categoria

Diário de Noiva

7
ago
2018
0

Chá de panela da Beca

Pode até parecer engraçado, mas eu lembro exatamente dos chás que fui quando era pequena (das esposas dos meus primos e amigas da minha mãe), lembro detalhes do local e até o que levamos para presenteá-las. Aquelas coisas que marcam a gente, sabe?

E eu sempre sonhei em ter o meu próprio chá de panela! Sim, não era chá bar, nem chá de lingerie, eu queria mesmo um chá de cozinha, com muitas xícaras, bules, colheres de pau, só mulheres e aquelas brincadeiras no maior estilo “antigamente”. Nada de lista virtual, desejava receber os presentes e poder abri-los no final da festa, rasgando aquele papel vermelho de embrulho! Queria servir comidinhas deliciosas de chá da tarde: bolinhos cheios de calda, salgados e afins!

O primeiro passo para tirar meu sonho do papel foi começar a pensar nos convites! Encomendei uma arte com a little balloon com o seguinte briefing: quero tudo bem romântico, em tons claros e com carinha de chá mesmo! E Adriana captou minha ideia e fez e-xa-ta-men-te o que eu tinha pensado mas nunca conseguiria fazer! A ideia era entregar a arte com compotas de doce de leite feito por minha avó materna, é o doce que todos os netos amam e marcou nossa infância! Finalizei com mini colherzinhas de pau e um tecidinho de poá e o resultado fez o mais sucesso!

Convites entregues, chegou o dia!

Logo na entrada da festa colocamos plaquinha de boas vindas, um baú para os presentes e um cavalete com as lembrancinhas…

As lembrancinhas foram feitas por mim: bloquinho para anotações (de lista de compras, telefones importantes, etc) na tábua de madeira:

A decoração, toda em tons pastéis (com toques de vermelho) e muita delicadeza espalhada em forma de utensílios de cozinha seguiu aquela linha bem “menininha”. E assim surgiu (com a ajuda de pessoas muito queridas) a cozinha mais fofa do mundo, exatamente como nos meus sonhos de criança!

O painel mais fofo da Loc & Decore virou fundo para as brincadeiras…

E essa foi mais uma experiência única que essa vida de noiva me proporcionou! O chá foi o começo do fim dos preparativos para o casamento… e reunir as mulheres que mais amo na vida pra celebrar essa fase tão especial foi realmente inesquecível!

Beijos,

Beca.

Convite: Little Balloon | Decoração: Assessoria de Pamella Patriota | Peças e móveis: Loc & Decore | Beleza: Clara Vida e Victor Hugo Braga | Cadeiras: Senta Festa | Toalhas de mesa: Mesa Fina | Doces finos: Arte Bolos | Bolo: Poá Cake Creative | Fotos: Vanessa Dias 

Deixe seu comentário!

29
maio
2018
0

Diário de noiva: Sonho ou pesadelo?

Isso deve ser normal, mas eu preciso saber: vocês também tem pesadelos recorrentes relacionados a festa de casamento?

Gente! Quase que semanalmente eu sonho com a minha. O pior é que no sonho acontece de tudo, menos o que realmente deveria acontecer!

Já sonhei que esquecia de contratar as cadeiras da cerimônia e da recepção e todo mundo ficava em pé. Que esquecia de comprar as passagens para lua de mel e só lembrava no dia do casamento. Que a decoração estava horrível e até que estava casando com um total desconhecido (deussss me livre! Hahahaha)! Teve um dia que sonhei que estava casando no COLÉGIO que estudei, na quadra de futebol!!!!! Acreditam? Nem Freud explica!

Sempre que conto pra minha mãe ela lembra que quando estava noiva tinha muito pesadelo também! Isso é de família? Vocês também sonham com o casamento e acordam aliviadas? Me contem!

Que o nosso grande dia seja um sonho… bem diferente dos que eu tenho tido recentemente!

Beijos,

Beca.

Deixe seu comentário!

20
mar
2018
0

Diário de noiva: a lista!

Não é a toa que quando pedem para uma noiva soletrar a palavra “desespero” o resultado é: L-I-S-T-A-D-E-C-O-N-V-I-D-A-D-O-S! Ô tarefa árdua essa de escolher as pessoas que estarão com a gente no dia do casamento.

A criação da nossa lista de convidados foi a primeira coisa que fizemos assim que decidimos casar. Peguei uma planilha que havia criado aqui para o blog (e só agora está disponível para download AQUI), alterei algumas coisinhas e começamos a preenchê-la. A ordem era escrever todos os nomes que vinham na nossa cabeça e óbvio, que queríamos que estivessem presentes no casório. Também pedimos aos nossos pais para fazerem uma lista de quem eles gostariam de convidar (pra gente, os convidados deles são nossos também!). E claro que o resultado disso foi uma lista imensa e muito maior do que tínhamos planejado. “Mas é assim mesmo!”. Eu repetia pra mim mesma (e para o noivo preocupado). Afinal, eu já sabia que o ideal era fazer uma lista completa com toooodo mundo e aos poucos ir selecionando…

E essa, pra mim, é a pior parte: a seleção, O CORTE. Estabelecemos alguns critérios, respondendo a algumas perguntas como: “há quanto tempo eu não vejo essa pessoa?”, “ela realmente nos conhece? vai está verdadeiramente feliz por estar presente?” “nos vemos jantando com essa pessoa daqui a um ano?” e chegamos na nossa “lista ideal”, minimamente calculada, quase 2 anos antes do casamento. De lá pra cá, muuita coisa mudou e aos poucos vamos organizando nossa planilha (que em tempo, ainda não está 100% fechada).

Nessa saga, descobri que encontrar alguém querido e ficar tentando lembrar se o colocou na lista é completamente normal, que se esquecer de pessoas muito próximas também e não querer conhecer pessoas novas mais ainda!

Hoje passei a valorizar muuuito mais cada convite de casamento que recebo, porque senti na pele como geralmente essa é uma decisão muito difícil e bem pensada! Também passei a entender quando não somos convidados para um casamento. É realmente impossível chamar todo mundo que conhecemos!

Noivas de plantão, vocês estão passando por isso? Como foi fazer a lista pra vocês?

Beijos,

Beca.

Deixe seu comentário!