10
ago
2016

Noivado | Gabriella e Esaú

E

u AMO conhecer as histórias de amor de vocês e algumas me emocionam de uma maneira especial. Foi assim quando Gabi me contou como conheceu Esaú e como está sendo o trajeto deles rumo ao altar! Por isso, não podia deixar de contar pra vocês também, do jeitinho que ela me relatou.

“Eu e Esaú nos conhecemos em março de 2014. Eu sou médica e havia sido aprovada na residência de cirurgia geral, naquele ano, e fui locada para o Hospital da Restauração, onde Esaú já fazia seu segundo ano de residência de cirurgia geral. Cheguei para me apresentar ao serviço toda sem jeito, reservada, porque jamais havia feito isso na vida e queria deixar uma boa impressão. Por coincidência, na hora que cheguei, estava acontecendo a visita, quando todos os residentes e estudantes, além do staff (cirurgião) estavam presentes. Fui meio que jogada no meio daquilo tudo e bem tímida me apresentei como a nova residente do serviço. Esaú me conta até hoje que nunca vai esquecer esse dia, como ele me viu de forma diferente desde aquele momento, mas ele teima em não dizer que foi amor à primeira vista! hehehehe!!

Para mim, não foi taanta surpresa vê-lo, porque já havia visto Esaú antes. Há alguns anos teve repercussão uma matéria que falava sobre um menino pobre, filho de agricultor, estudante de escola pública, que tinha conseguido entrar na faculdade de medicina (ainda pode encontrar os vídeos no youtube). Pois bem, conhecia Esaú dessas matérias e achava simplesmente fascinante a história dele, mal o conhecia e sentia o maior orgulho que deveria dar para os que estavam perto dele. Cheguei até a ir na formatura dele, porque tinha uma amiga que se formou na mesma turma, e aplaudi ele de pé, junto com toda a platéia na hora que ele foi chamado para colar o grau… Mas mal sabia eu que dois anos depois iria conhecê-lo e muito mais improvável, namorar e agora noivar com ele. Impressionante como Deus planeja as coisas, né?!

Mas enfim… voltando para o HR, coincidentemente naquele dia que nos conhecemos, dentre os residentes que estavam lá, fiquei designada para ficar sob a orientação dele, pois como ele era um residente do segundo ano (um R2) e eu estava chegando agora (R1) precisava de alguém para me orientar. Passamos nove dias juntos na residência, porque depois desses dias fui remanejada para o Hospital Agamenon Magalhães. Foram dias bem intensos, porque o dia a dia de um residente de cirurgia geral é bem pesado e cheio de cobranças. Nesses nove dias recebi muita bronca de Esaú (ele era muito exigente), fiquei morrendo de raiva dele, ele ficou com raiva de mim também, mas foram dias suficientes para eu perceber que ele era uma pessoa diferente. Até então não rolava nada, era relação profissional mesmo.

Quando saí do HR e me despedi dele, ele disse que sentiria a minha falta (acredite, para ele dizer isso foi muuito difícil, porque além de ser uma pessoa de poucas palavras, ele é muito tímido) e disse que poderíamos ter nos conhecido em qualquer época da vida e ele sempre me acharia uma “menina de ouro”, que poderíamos manter contato no futuro. Pois bem… Uma semana depois, fui chamada para o aniversário de uma amiga em comum e nos vimos pela primeira vez depois que havia saído do HR. No dia seguinte, ele me chamou para sair e depois disso não nos desgrudamos mais. Em 28/04/2014 começamos a namorar.

O namoro de dois residentes de cirurgia tem suas limitações. Os finais de semana não nos pertencem, damos muitos plantões e trabalhamos muito, mas apesar da limitação de dias para se ver, o namoro transcorreu tranquilamente e só fez afirmar o que já sentíamos. Falávamos e sonhávamos sobre casamento, mas nunca sobre quando seria. Até que veio o pedido quando completamos 2 anos de namoro. Naquela noite ele me levou para jantar no Chiwake e depois me levou até a orla de Olinda. Lembro que a lua estava especialmente bonita naquele dia. Foi quando ele me surpreendeu com um anel de noivado e fez o pedido (detalhe: o pedido de namoro aconteceu na orla de uma praia, só que foi na de Boa Viagem. No dia seguinte, fomos pedir a bênção aos meus pais e em seguida fomos escolher as alianças e dar início a toda a maratona de organizar o casamento.”

O noivado deles foi todo organizado por Gabi, na casa dela. Um jantar íntimo para a família, simples e do jeitinho que eles sonharam e idealizaram. Ficou lindo e todos os convidados adoraram:

1 - noivado-gabi-esau-01 2 - noivado-gabi-esau-10 3 - noivado-gabi-esau-12 4 - noivado-gabi-esau-14 5 - noivado-gabi-esau-15 6 - noivado-gabi-esau-17 7 - noivado-gabi-esau-19 8 - noivado-gabi-esau-21 9 - noivado-gabi-esau-26 10 - noivado-gabi-esau-28 11 - noivado-gabi-esau-30 12 - noivado-gabi-esau-32 13 - noivado-gabi-esau-34 14 - noivado-gabi-esau-36 15 - noivado-gabi-esau-40 16 - noivado-gabi-esau-41 17 - noivado-gabi-esau-43 18 - noivado-gabi-esau-46 19 - noivado-gabi-esau-50 20 - noivado-gabi-esau-54 21 - noivado-gabi-esau-65 22 - noivado-gabi-esau-76 23 - noivado-gabi-esau-82 24 - noivado-gabi-esau-83 25 - noivado-gabi-esau-91 26 - noivado-gabi-esau-101 27 - noivado-gabi-esau-126 28 - noivado-gabi-esau-140 29 - noivado-gabi-esau-143 30 - noivado-gabi-esau-145 31 - noivado-gabi-esau-151 32 - noivado-gabi-esau-156

Bolo: Suely Vieira | Doces: Lana Bandeira e Simone Barros | Flores: Kato Flores | Cabelo e maquiagem: Geruza Lima | Fotos: Andressa Rangel

Gabi, obrigada por compartilhar sua história linda com a gente. Desejo de coração que esse seja apenas o início de uma vida muito feliz juntos!

Contem sempre comigo!

Beijos,

Beca.

2 Respostas

  1. Mary e Jó

    Tudo muito lindo cada momento é especial e abençoado Gabi & Esaú .Deus esta no controle de tudo. No Senhor , todavia , nem a mulher é independente do homem, nem o homem , independente da mulher. (I Cor. 11.11) Parabéns

Deixe seu comentário