5
nov
2014

Noivei: e agora?

D

epois de dizer seu primeiro “sim” e se tornar, oficialmente, noiva, é comum bater aquele pequeno desespero. E agora? O que fazer? Qual deve ser a minha primeira decisão como noiva? Por isso que listamos abaixo os cinco primeiros passos pra quem acabou de aceitar o pedido de casamento do seu amor.

 

1. Defina o orçamento juntamente com o noivo

20100402-wedding-budget-600x411

Passou a época em que casamento era dever apenas dos pais. Hoje em dia a independência financeira chega cada vez mais cedo e em muitos casos os próprios noivos arcam com todos os custos de uma festa de casamento. Por isso que o primeiro passo deve ser este: conversar! Uma boa conversa é essencial para que tudo corra bem. Afinal, não dá pra começar a vida de casada já com problemas financeiros decorrentes dos gastos do casamento né? Então estabeleçam um budget e definam quem pagará o que (se será tudo dividido por dois, se os pais irão ajudar, etc). É importante realizar tudo dentro da realidade financeira do casal, pois essa é a melhor forma de evitar problemas futuros.

2. Escolha suas prioridades

wedding-cars-champagne

Nada em um casamento é barato hoje em dia. Mas uma forma de cortar custos é definir qual será sua prioridade. Em que item, especificamente, você está disposta a investir mais grana? Algumas sonham desde pequenas com seu vestido de noiva e preferem investir muito dinheiro nisso. Outras não abrem mão de um convite super diferente, marcante, não importando o preço que vá ficar. Na minhã opinião as prioridades devem girar em torno de três itens: comida, bebida e música. Esse “tripé” é responsável por toda a animação da festa. Buffet_-_zest_cozinha_criativa___Nome_do_produto_-_Polentinha_do_amor_Fotos_-_Thomas_Kremer

3. Contrate uma assessoria/cerimonialista

wedding-planner

Pode parecer clichê ou apenas uma “modinha”. Mas acredito que uma boa assessoria reduz o risco de falhas em um casamento para quase zero. Além do que nosso estilo de vida atual, onde a mulher tem que conciliar mil coisas ao mesmo tempo, pede por uma pessoa que se dedique exclusivamente a tornar seu sonho realidade. O papel da assessoria/cerimonialista é acompanhar todos os preparativos do casamento, indicar fornecedores, enviar orçamentos, atualizar planilhas e checklists, entre tantas outras atividades. Além disso, ter uma assessoria para o dia do casamento garante tranquilidade caso algum imprevisto aconteça. É um investimento que vale a pena, na minha opinião.wedding-planner-istock

4. Marque a data

unique-save-the-dates-for-weddings.001

Ainda que vocês só queiram ou possam se casar daqui ha 2 anos, por exemplo, marque a data. É uma forma de já ir se preparando (seja financeiramente ou emocionalmente) para o grande dia e todas as mudanças de vida que ele traz consigo. Eu sou do time que prefere noivar só quando puder marcar a data. Pra mim, ficar noiva anos e anos sem ter nenhuma perspectiva só aumenta a ansiedade e expectativa do casal. Então, não deixa o noivo te enrolar por muitos anos, hein? hahahaha

5. Reserve a igreja e casa de recepções

igr.-madre

Hoje em dia as igrejas e casas de recepção estão mega concorridas e quanto antes garantir a data, melhor. Além do que se sua opção for realizar a cerimônia e a recepção em locais diferentes, vai ser preciso arranjar a mesma data nos dois lugares. Então se adiante e marque logo essa data. Tem igrejas aqui em Recife, como a Madre de Deus, que já estão com a agenda lotada para 2015 :O

 

E ai, anotaram tudo direitinho? O que acham desses posts explicando as etapas do casamento?

Espero que as informações tenham ajudado e tranquilizado todas vocês. Afinal, a fase de organização de um casamento deve ser prazerosa, e não fonte de estresse. Então aproveitem muito essa fase maravilhosa e se divirtam escolhendo cada detalhe do final feliz de vocês!

Beijos,

Manu.

Deixe seu comentário!

Você também pode gostar de algum desses

Diário de noiva | As alianças
Casamento | Jennifer + Rubem
O meu pedido de casamento!
10 fotos criativas para anunciar o noivado

1 Resposta

Deixe seu comentário